Posicionamentos de lideranças do sistema de avaliação da ética em pesquisa no Brasil – consensos e divergências

Autores

  • Corina Bomtempo Duca Freitas
  • Hillegonda da Maria Dutilh Novaes

Resumo

Ponto comum de todas as políticas, de forma especial no sistema de regulação da ética na
pesquisa, é a dependência, na sua execução, da forma em que o discurso, tal qual formulado nas
normas, diretrizes e resoluções, é apropriado e praticado por seus executores. Esta pesquisa buscou conhecer os posicionamentos das lideranças dos comitês de ética em pesquisa frente a situações comuns na análise de protocolos de pesquisa por meio da análise de quatro casos, cerca de oito
anos após a publicação das diretrizes brasileiras consolidadas nas resoluções do Conselho Nacional de Saúde. Verificaram-se divergências e convergências dos posicionamentos, com a maior parte dos aspectos alcançando convergência de mais de 2/3 dos participantes. Um aspecto não concordante com as diretrizes obteve posicionamento majoritário, especificamente quanto à ausência de riscos em projetos retrospectivos. Discute-se o possível significado dos resultados e a própria importância do processo de deliberações nos comitês.

Palavras-chave:

Ética em pesquisa, Estudo de casos, Posicionamentos éticos, Lideranças de comitês de ética, Posicionamentos de lideranças

Biografia do Autor

Corina Bomtempo Duca Freitas

Pediatra e sanitarista, doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora e editora de Pesquisa e Comunicação Científica da Escola Superior de Ciências da Saúde/Fepecs/SESDF

Hillegonda da Maria Dutilh Novaes

Professora associada do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do Núcleo de Informações em Saúde (NIS) do Hospital das Clínicas/FMUSP

Publicado:

2009-07-03

Downloads

Como Citar

1.
Freitas CBD, Novaes H da MD. Posicionamentos de lideranças do sistema de avaliação da ética em pesquisa no Brasil – consensos e divergências. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 3º de julho de 2009 [citado 28º de fevereiro de 2024];15(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/34