Dilemas éticos do exercício pericial no local de trabalho

Autores

Resumo

Decisões sobre questões concernentes à saúde do servidor público, como o afastamento para tratamento, baseiam-se em resultados de perícia médica realizada por profissional médico. Os servidores são periciados por meio do chamado Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor. No entanto, os peritos que nele atuam e os periciados exercem seu trabalho nos mesmos órgãos, o que pode criar situações conflitantes e dilemas éticos. Este artigo trata do tema sob a ótica de um perito da Administração Pública Federal, buscando enfatizar a ética, o respeito aos princípios deontológicos, o primor técnico e o bom senso como norteadores para o equilíbrio entre a função
de perito e a proximidade pessoal com o colega de trabalho.


Palavras-chave:

Prova pericial. Ética médica. Setor público.

Biografia do Autor

Camilo Ferreira Ramos, Doutorando em Bioética pela Universidade do Porto

Médico, Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Mestre em Doenças Tropicais, Doutorando em Bioética pela Universidade do Porto. Médico-Perito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará.

Como Citar

1.
Ramos CF. Dilemas éticos do exercício pericial no local de trabalho. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 18º de outubro de 2022 [citado 18º de junho de 2024];30(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2631