Desafios na comunicação de más notícias em unidade de terapia intensiva pediátrica

Autores

Resumo

Comunicar más notícias é tarefa desafiadora na prática médica, motivo pelo qual o tema tem adquirido relevância na formação de futuros profissionais. Nas unidades de terapia intensiva, esse tipo de comunicação se mescla a múltiplas situações, a exemplo do manejo de informações envolvendo o agravamento do estado clínico e a possibilidade de morte iminente, especialmente em casos pediátricos. Diante desse contexto, o objetivo desta pesquisa foi compreender os desafios enfrentados por médicos intensivistas na comunicação de más notícias, tendo como eixo de análise algumas questões problematizadas no campo das discussões bioéticas. Os resultados apontaram a necessidade de preparo técnico e pessoal do médico diante desse importante desafio, haja vista que a participação da criança no processo de tratamento ainda é limitada, realidade que dificulta o compartilhamento das informações e, consequentemente, o exercício da autonomia.

Palavras-chave:

Comunicação em saúde. Unidade de terapia intensiva. Criança.

Biografia do Autor

Ana Cristina Vidigal Soeiro, Universidade do Estado do Pará

Psicóloga. Dotura em Ciências Sociais/Antropologia. Professora Adjunta da Universidade do Estado do Pará.

Como Citar

1.
Soeiro ACV, Souza Vasconcelos VC, Cordero da Silva JA. Desafios na comunicação de más notícias em unidade de terapia intensiva pediátrica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 5º de abril de 2022 [citado 29º de fevereiro de 2024];30(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2503