Judicialização da saúde: analisando a audiência pública no Supremo Tribunal Federal

Resumo

A audiência pública sobre judicialização da saúde, convocada em 2009 pelo Supremo Tribunal Federal, objetivou possibilitar o debate dos diversos setores envolvidos na busca por soluções judiciais. Este texto analisa a audiência à luz do referencial teórico de Nancy Fraser. Notam-se a ausência de falas sobre necessidades e a concentração da discussão em três focos: dispensação de medicamentos, alocação de recursos e função e interligação entre os três poderes. Para Fraser, o discurso político sobre necessidades abrange três momentos: (i) estabelecimento ou negação do status político de uma necessidade; (ii) interpretação da necessidade e poder de defini-la; e (iii) satisfação da necessidade. Conclusivamente, percebe-se a importância de que o debate sobre necessidades na área de saúde, incluindo o aspecto da judicialização, não se restrinja aos aspectos jurídicos, administrativos ou terapêuticos elencados por Fraser, mas busque avançar na definição e na satisfação das necessidades identificadas pelos diversos setores sociais.

Palavras-chave:

Necessidades e demandas de serviços de saúde, Executoriedade da lei, Normas jurídicas, Julgamento-Direitos civis

Como Citar

1.
Judicialização da saúde: analisando a audiência pública no Supremo Tribunal Federal. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 1º de dezembro de 2014 [citado 18º de junho de 2024];22(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/876