O impacto das representações de gênero na maternidade: um recorte a partir da internação pediátrica

Autores

  • Patricia Nardelli Pinto Santana

Resumo

O trabalho decorre de pesquisa etnográfica feita por meio de entrevistas abertas e observação na Ala de Internação Pediátrica e na Enfermaria de Lactentes do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), no Distrito Federal. O objetivo da pesquisa foi investigar as representações de gênero a partir do universo familiar, apontando os valores que norteiam a relação entre marido e esposa. Foram levantados dados referentes à distribuição de tarefas e responsabilidades com a prole entre os sexos; a interpretação das mulheres a respeito das consequências da maternidade; os motivos que levam à decisão de ter filhos; além de outros aspectos relacionados à experiência da gravidez, como as diferenças sentidas pelo casal após o nascimento dos filhos e as redes de solidariedade entre mulheres decorrentes da maternidade. Os dados levantados colocam a necessidade de se pensar, dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) a situação da figura da
mulher cuidadora, presente em situações de doença.

Palavras-chave:

Mulheres. Família, Maternidade, Divisão sexual do trabalho

Biografia do Autor

Patricia Nardelli Pinto Santana

Bacharel em Antropologia pela Universidade de Brasília, Distrito Federal, Brasil

Publicado:

2009-07-06

Downloads

Como Citar

1.
Santana PNP. O impacto das representações de gênero na maternidade: um recorte a partir da internação pediátrica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 6º de julho de 2009 [citado 16º de junho de 2024];17(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/82