Espiritualidade e qualidade de vida nos pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico

Resumo

O diagnóstico da neoplasia causa forte impacto na vida de seu portador e, por isso, a atenção à espiritualidade pode melhorar a saúde daqueles que necessitam de quimioterapia. O presente estudo objetiva estudar o nível de espiritualidade dos pacientes que estão em quimioterapia, e relacioná-lo à qualidade de vida (QDV) dos mesmos. Para tanto, utilizou-se método transversal, observacional, analítico e não controlado. Pacientes do Hospital do Câncer Bom Pastor, em Varginha/MG, responderam questionários validados relacionados à qualidade de vida e espiritualidade. Para a análise dos resultados foram utilizados o coeficiente de Pearson e o teste não paramétrico de Mann-Whitney. Concluiu-se que quanto maior a espiritualidade, maior a QDV em relação à paz. Não demonstramos que nível superior de espiritualidade melhora a QDV em relação ao bem-estar físico (BEF), porém  houve melhora do BEF quando se está bem emocional e funcionalmente. Demonstramos também a importância do bem-estar sócio familiar com QDV total.

Palavras-chave:

Espiritualidade. Qualidade de vida. Quimioterapia.

Como Citar

1.
Espiritualidade e qualidade de vida nos pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 24º de maio de 2012 [citado 2º de março de 2024];20(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/723