Sofrimento e dor em cuidados paliativos: reflexões éticas

Resumo

Os avanços tecnológicos associados à medicina levam os médicos a terem como meta incansável vencer a doença e prolongar a vida. Contudo, para os pacientes sem possibilidade de cura, prolonga-se o sofrimento e o processo de morrer. Os cuidados paliativos destinam-se aos pacientes cuja enfermidade não mais responde ao tratamento, tendo como prioridade melhorar sua qualidade de vida, mediante alívio da dor física e sofrimentos psicológicos, sociais e espirituais. Para a introdução deste conceito discute-se a mudança de paradigmas na formação dos profissionais de saúde, que representam uma nova visão da vida, da morte e do atendimento médico, sobrepondo-se o cuidar ao curar, quando isto não for mais possível. No estágio final da vida dos pacientes terminais busca-se manter digna e confortável a existência destes, até o último momento, tendo como pilares o atendimento multidisciplinar e o respeito à autonomia, integridade e dignidade do paciente.

Palavras-chave:

Cuidados paliativos. Dor. Direito a morrer.

Como Citar

1.
Sofrimento e dor em cuidados paliativos: reflexões éticas. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 27º de dezembro de 2011 [citado 18º de abril de 2024];19(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/671