Educação em bioética: desafios na formação de professores

Resumo

O presente artigo apresenta estudo que teve por foco a formação inicial de professores de Ciências e Biologia, no qual se procurou analisar, sob a ótica dos próprios licenciandos, as implicações do seu papel na formação ético-moral dos estudantes. Especificamente buscou-se identificar temas por eles considerados relevantes, capazes de suscitar discussões éticas com seus futuros alunos. Foram também levantadas algumas dificuldades em lidar com esses temas, segundo os entrevistados. O percurso metodológico passou pela análise de respostas às assertivas apresentadas aos licenciandos, os quais pertencem a três instituições de ensino superior do município de São Paulo. A análise, a partir da bioética na perspectiva de proteção, e os estudos da psicologia do desenvolvimento moral identificaram temas relacionados às

 

situações persistentes, às situações emergentes, ao meio ambiente e às situações escolares. A identificação, pelos licenciandos, de temas tradicionalmente abordados pela bioética traz o desafio de sua inserção na educação básica, constituindo importante instrumento para a conquista da cidadania ativa.

Palavras-chave:

Bioética. Ensino fundamental e médio. Ciência. Ciência, tecnologia e sociedade. Docentes.

Como Citar

1.
Educação em bioética: desafios na formação de professores. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 2º de maio de 2011 [citado 18º de junho de 2024];19(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/617