A autonomia da gestante e o direito pela cesariana a pedido

Autores

  • José Ferrari

Resumo

O artigo aborda a questão do aumento crescente da incidência de cesarianas eletivas verificada em vários países latinos e também no mundo desenvolvido, que tem motivado necessárias e inadiáveis discussões no campo da bioética. Defende o direito da gestante em fazer uma escolha entre o parto por via vaginal ou abdominal, baseado no princípio da autonomia. Discute também o interesse coletivo, norteado pelos princípios da justiça e beneficência, que deve orientar a conduta do médico tanto quanto sua experiência pessoal e conhecimento técnico, lançando mão, assim, de todos os meios para o benefício e bem-estar do paciente.

Palavras-chave:

Cesárea, Parto normal, Autonomia pessoal, Justiça social, Beneficência

Biografia do Autor

José Ferrari

Oncologista, professor de Ética Profissional, Bioética e Oncologia na Universidade Federal de Rondônia (Unir), Porto Velho, Rondônia, Brasil.

Publicado:

2010-03-01

Downloads

Como Citar

1.
Ferrari J. A autonomia da gestante e o direito pela cesariana a pedido. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 1º de março de 2010 [citado 25º de junho de 2024];17(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/512