Abrangência de ação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Uberlândia

Autores

  • Miguel Tanús Jorge
  • Bruno Leonardo Pegoraro
  • Lindioneza Adriano Ribeiro

Resumo

Este estudo objetivou conhecer a freqüência com que as pesquisas envolvendo seres humanos, realizadas por alunos ou residentes da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia, são submetidas à apreciação do comitê de ética em pesquisa (CEP) dessa instituição. Foram avaliados 186 trabalhos inscritos nas Semanas Científicas da Medicina de 1999, 2000 e 2001. Questionou-se a um ou mais autores se o trabalho havia sido aprovado pelo CEP e, em caso positivo, a informação foi conferida junto aos arquivos desse comitê. Excluindo-se os relatos de casos e um estudo que não envolveu seres humanos como sujeitos da pesquisa, foram avaliados 133 trabalhos, dos quais 13,5% aprovados pelo CEP. Concluiu-se que, à época, a maioria dos estudos envolvendo
seres humanos não era encaminhada ao CEP e que isso era mais evidente entre aqueles trabalhos sem patrocínio ou não, relacionados à obtenção de título acadêmico.

Palavras-chave:

Ética em pesquisa, Comitê de ética em pesquisa, Pesquisa biomédica

Biografia do Autor

Miguel Tanús Jorge

Professor doutor do Departamento de Clínica Médica (DECME) da Faculdade de Medicina (Famed) da Universidade Federal de
Uberlândia (UFU) e ex-coordenador do Comitê de Ética em Pesquisa da UFU

Bruno Leonardo Pegoraro

Aluno da Famed e bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica
(Pibic) da UFU

Lindioneza Adriano Ribeiro

Professora doutora do DECME da Famed (UFU) e ex-membro do CEP-UFU

Publicado:

2009-07-03

Downloads

Como Citar

1.
Jorge MT, Pegoraro BL, Ribeiro LA. Abrangência de ação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Uberlândia. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 3º de julho de 2009 [citado 22º de junho de 2024];15(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/50