O Erro Médico e a Má Prática nos Códigos Brasileiros de Ética Médica

Autores

  • Leonard Michael Martin

Resumo

Este trabalho procura mostrar que a distinção entre o erro médico e a má prática nos ajuda na leitura do texto dos diversos Códigos brasileiros de Ética Médica. Distinguimos entre insucessos, que são fruto da impotência humana, e erros que são da responsabilidade do médico. Também distinguimos entre o erro honesto, onde acontece um acidente imprevisível, e o erro culposo, que provoca danos que podiam e deviam ter sido evitados. Identificamos erros culposos de três tipos: erros de imperícia, de imprudência e de negligência. Definimos a má prática como o uso da medicina para atentar contra a dignidade do ser humano, sendo ele ou ela paciente ou não. Medidas tomadas para remediar delitos devem levar em consideração a diferença de gravidade que existe entre o erro que é fruto da fraqueza humana e a má prática que é fruto da maldade.

Palavras-chave:

Erro médico, má prática, Códigos de Ética Médica brasileiros

Publicado:

2009-11-05

Downloads

Como Citar

1.
Martin LM. O Erro Médico e a Má Prática nos Códigos Brasileiros de Ética Médica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 5º de novembro de 2009 [citado 4º de março de 2024];2(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/462