Acesso às drogas na pesquisa clínica

Autores

  • Bruno Rodolfo Schlemper Junior

Resumo

O artigo comenta a pesquisa clínica no Brasil e discorre sobre o acesso às drogas, nos ensaios clínicos, aos sujeitos que se beneficiaram com seu uso durante o estudo. Apoiado na
legislação nacional, nos principais documentos éticos internacionais e na Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos da Unesco conclui pela responsabilidade do patrocinador em assegurar o acesso, sob monitoramento, dos médicos do estudo. São feitas reflexões éticas e sugestões objetivando contribuir para a solução das questões relacionadas a essa exigência ética sanitária, enfatizando a adoção de cuidados especiais aos sujeitos, cuja maioria possivelmente vive em condições de vulnerabilidade social e cultural, próprias a um país em desenvolvimento como o Brasil.

Palavras-chave:

Ética em pesquisa clínica, Acesso às drogas, Vulnerabilidade dos sujeitos de pesquisa, Responsabilidade do patrocinador, País em desenvolvimento, Indústria farmacêutica

Biografia do Autor

Bruno Rodolfo Schlemper Junior

Doutor em Doenças Infecciosas e Parasitárias, professor de Ética Médica do curso de Medicina da Universidade do Oeste de Santa Catarina, membro titular
da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa e membro do Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina

Publicado:

2009-07-03

Downloads

Como Citar

1.
Junior BRS. Acesso às drogas na pesquisa clínica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 3º de julho de 2009 [citado 20º de abril de 2024];15(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/46