Bioética como ciência da sobrevivência: análise do abuso do conhecimento

Autores

Resumo

Perante a realidade atual de exploração excessiva dos recursos naturais, a bioética promove um importante debate interdisciplinar abrangendo ramos éticos e científicos. Por muitos anos, um processo de industrialização expressivo aumentou a produção de bens de consumo e gerou uma mentalidade consumista. A valorização da lucratividade e do consumismo evidenciaram os impactos do conhecimento perigoso, a exemplo do uso indiscriminado de agrotóxicos e de testes de engenharia genética.
Nesse contexto, a população teve acesso a uma quantidade extraordinária de informações, embora não soubesse como utilizá-las de maneira adequada, fato que salienta a importância da bioética para mediar conflitos, promovendo uma discussão entre especialistas e a população. Por fim, ressalta-se a necessidade de conscientizar as pessoas quanto aos impactos ambientais de suas atividades, objetivando mudar atitudes em relação ao ambiente e possibilitar um convívio mais harmônico entre os seres humanos e as diferentes espécies animais e vegetais.

Palavras-chave:

Bioética, Sobrevivência, Conhecimento.

Biografia do Autor

Rafaela Rossi, Universidade da Região de Joinville

Departamento de medicina, bioetica

Como Citar

1.
Rossi R, Duarte Selbach MDS, Westphal E. Bioética como ciência da sobrevivência: análise do abuso do conhecimento. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 8º de maio de 2024 [citado 23º de maio de 2024];32. Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/3632