Motivações e migração venezuelana: análise a partir da bioética da intervenção

Autores

Resumo

Este estudo qualitativo teve como objetivo analisar, na perspectiva da bioética de intervenção, as motivações para a migração de venezuelanos residentes na cidade de Medellín, Colômbia. Foram entrevistadas 20 pessoas, sendo nove homens e 11 mulheres, e os dados coletados foram processados por meio do software Iramuteq. Os eixos que resultaram da análise das entrevistas foram: 1) acesso aos serviços de saúde na Venezuela e na Colômbia; 2) acesso a medicamentos e alimentação; e 3) processo migratório para a Colômbia, que serviram de referencial que dialoga com a perspectiva bioética de intervenção. Em conclusão, a alimentação e a saúde têm um papel preponderante na vida dos sujeitos como direitos humanos básicos, sendo papel do Estado promover políticas que garantam os direitos civis, econômicos, sociais e culturais aos migrantes.

Palavras-chave:

Migração humana. Bioética. Acesso aos serviços de saúde. Segurança alimentar.

Como Citar

1.
Velásquez Vargas JE, Helena Eri Shimizu, Luz Marina Arboleda-Montoya, Jonathan Andrés Hernández Calle, Pedro Sadi Monteiro. Motivações e migração venezuelana: análise a partir da bioética da intervenção. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 24º de janeiro de 2024 [citado 2º de março de 2024];31(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/3445