Registro obrigatório de teste clínico: reconstruindo a confiança pública na pesquisa médica

Autores

  • Trudo Lemmens
  • Ron A. Bouchard

Resumo

O presente artigo discute o registro obrigatório de testes clínicos. Apresenta a importância do mesmo para os indivíduos participantes das pesquisas e para a sociedade em geral, mostrando a polêmica que se cria diante de tal abordagem sob vários pontos de vista. Defende que o registro obrigatório é essencial como instrumento da renovação da credibilidade pública nas pesquisas médicas.

Palavras-chave:

Registro obrigatório, Testes clínicos, Confiança pública, Pesquisas médicas

Biografia do Autor

Trudo Lemmens

Professor na Faculdade de Direito e Medicina da Universidade de Toronto,
(Canadá), membro do Instituto de Estudos Avançados em Princeton, professor visitante na KU Leuven e na Universidade de Otago, bolsista da Royal Flemish Academy of Belgium for Science
and the Arts e membro do Comitê Consultivo da PAHO sobre Pesquisas de Saúde

Ron A. Bouchard

professor na Faculdade de
Direito e Medicina da Universidade de Toronto, (Canadá), membro do Instituto
de Estudos Avançados em Princeton, professor visitante na KU Leuven e na Universidade de Otago, bolsista da Royal Flemish Academy of Belgium for Science
and the Arts e membro do Comitê Consultivo da PAHO sobre Pesquisas de Saúde

Publicado:

2009-07-03

Downloads

Como Citar

1.
Lemmens T, Bouchard RA. Registro obrigatório de teste clínico: reconstruindo a confiança pública na pesquisa médica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 3º de julho de 2009 [citado 4º de março de 2024];15(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/30