Educar para a bioética: desafio em enfermagem

Autores

  • Vera Martins CINTESIS- Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde Aluna do Programa Doutoral em Bioética da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto http://orcid.org/0000-0003-3829-0763
  • Cristina Santos Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, Potugal. - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), Porto, Portugal http://orcid.org/0000-0002-7109-1101
  • Ivone Duarte Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, Portugal - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), Porto, Portugal http://orcid.org/0000-0002-5160-7043

Resumo

Educar para a bioética é um desafio na atualidade. Ainda maior se torna este desafio, quando pensamos no ensino da bioética a estudantes de enfermagem, que irão desempenhar uma profissão que tem como expoente máximo o cuidar da outra pessoa. Tratando-se de uma profissão que implica a relação com o outro e a prestação de cuidados humanizados e adequados a cada situação específica, torna-se importante desenvolver ferramentas de ensino que promovam não só o desenvolvimento técnico e o conhecimento de como fazer, mas essencialmente o desenvolvimento de competências morais, pessoais e profissionais que conduzam a cuidados de saúde de excelência. Este artigo pretende apresentar uma reflexão sobre o ensino da bioética e a sua relação com o desenvolvimento da competência moral dos estudantes de enfermagem, assim como sugerir algumas estratégias no ensino da Bioética que potenciem a formação de enfermeiros cada vez mais competentes.

Palavras-chave:

Desenvolvimento moral. Bioética. Ensino. Estudantes de enfermagem. Competência profissional.

Biografia do Autor

Vera Martins, CINTESIS- Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde Aluna do Programa Doutoral em Bioética da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

Licenciada em Enfermagem pela Escola superior de Enfermagem Santa Maria- Porto- Portugal

Mestre em Bioética pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

Curso de especialização em Cuidados Paliativos pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

Aluna do Programa Doutoral em Bioética da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (Aguarda provas de defesade tese, que serão em março de 2021)

Cristina Santos, Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, Potugal. - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), Porto, Portugal

Professora Auxiliar no Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, Potugal.

- Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), Porto, Portugal

Ivone Duarte, Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, Portugal - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), Porto, Portugal

Professora Auxiliar no Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto, Portugal

- Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), Porto, Portugal

Como Citar

1.
Martins V, Santos C, Duarte I. Educar para a bioética: desafio em enfermagem. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 18º de outubro de 2022 [citado 18º de junho de 2024];30(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2893