Cuidado à criança na atenção primária à saúde: conflitos (bio)éticos

Autores

Resumo

Os conflitos bioéticos no cotidiano do cuidado à criança e ao adolescente na atenção primária à saúde, embora bastante complexos, têm sido pouco abordados, diferentemente do que ocorre no nível de atenção terciária. O amparo a essa população especialmente vulnerável envolve conflitos que demandam do profissional de saúde, além de competência técnica, uma série de conhecimentos legais e atributos éticos indispensáveis. É importante, portanto, reconhecer e analisar as questões (bio)éticas envolvidas, a fim de possibilitar uma tomada de decisão que contemple o melhor interesse da criança. O objetivo do artigo é delimitar, com base em revisão de literatura, os principais conflitos éticos relacionados ao cuidado da criança na atenção primária. 

Palavras-chave:

Criança. Pediatria. Bioética. Ética. Atenção primária à saúde. Saúde da família.

Biografia do Autor

Mirna Peçanha Brito, SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA

Mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Viçosa, Professora Assistente do Departamento de Medicina e Enfermagem da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

Área de Pneumopediatria. Atualmente cursando Pós graduação doutorado em Bioética na UFRJ/PPGBIOS

Como Citar

1.
Brito MP, Silva E, Siqueira-Batista R. Cuidado à criança na atenção primária à saúde: conflitos (bio)éticos. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 21º de setembro de 2021 [citado 18º de junho de 2024];29(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2814