Adequação terapêutica: apresentação de um protocolo hospitalar

Autores

Resumo

A adequação terapêutica é definida como uma decisão médica compartilhada, com pacientes e familiares, que busca ajustar recursos terapêuticos e diagnósticos adequados a cada plano de cuidados. Este artigo objetiva apresentar um protocolo sobre adequação terapêutica implementado em um hospital universitário. Tal protocolo visa nortear práticas de profissionais da saúde sob a luz dos princípios bioéticos, legais e clínicos pertinentes a cada caso. Conclui-se que o protocolo pode auxiliar nas decisões de abstenção ou
suspensão de determinado tratamento de pacientes com doença grave, progressiva e irreversível.

Palavras-chave:

Cuidados paliativos. Tomada de decisão compartilhada. Protocolos. Bioética.

Biografia do Autor

Melissa Agostini Lampert, Universidade Federal de Santa Maria

Médica Geriatra no Hospital Universitário de Santa Maria e Professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Santa Maria

Ariel Eduardo Billig, Universidade de Santa Maria

Psicólogo, Mestrando em Gerontologia, Universidade Federal de Santa Maria

Luisiana Fillipin Onófrio, Universidade Federal de Santa Maria

Terapeuta Ocupacional do Hospital Universitário de Santa Maria

Grasiele Gallina Seeger, Hospital Universitário de Santa Maria

Assistente Social do Hospital Universitário de Santa Maria

Como Citar

1.
Lampert MA, Billig AE, Onófrio LF, Seeger GG, Thomaz RP. Adequação terapêutica: apresentação de um protocolo hospitalar. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 5º de abril de 2022 [citado 28º de fevereiro de 2024];30(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2628