Publicidade médica em tempos de medicina em rede

Autores

Resumo

Este artigo objetiva avaliar o conhecimento de médicos sobre marketing de serviços de saúde. Trata-se de estudo prospectivo transversal com formulário autoaplicado que abarcou dados sociodemográficos,
conhecimentos acerca da publicidade e opinião sobre o tema. Os resultados apontam que 60,7% e 67,5% dos médicos formados em instituições privadas e públicas, respectivamente, afirmam não ter tido contato com o tema durante a graduação, 62,9% declararam já ter enfrentado dificuldade por falta de conhecimento no assunto, e 94,5% sentiram necessidade de se atualizar depois de responder ao questionário. Os médicos participantes mostraram bom conhecimento, com dificuldades específicas sobre a divulgação de títulos, produtos e informações de alerta à população. Conclui-se ser necessário abordar o assunto no currículo formal durante a graduação e elaborar medidas educativas mais objetivas.

Palavras-chave:

Marketing de serviços de saúde. Ética profissional. Educação médica.

Biografia do Autor

Ana Carolina Fernandes Dall'Stella de Abreu Schmidt, Universidade Positivo

Graduanda em Medicina

Gabriela Bianca Manfredini, Universidade Positivo

Graduanda em Medicina

Luara Carneiro de Brito, Universidade Positivo

Graduanda em Medicina

Marilia de Souza Penido, Universidade Positivo

Graduanda em Medicina

Paulo Henrique Buch, Universidade Positivo

Graduando em Medicina

Kátia Sheylla Malta Purim, Universidade Positivo

Professora Doutora Titular do Curso de Medicina

Como Citar

1.
Schmidt ACFD de A, Manfredini GB, de Brito LC, Penido M de S, Buch PH, Purim KSM. Publicidade médica em tempos de medicina em rede. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 5º de abril de 2021 [citado 28º de fevereiro de 2024];29(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2381