Humanidades: ensino de “nova” dimensão ética na educação médica

Autores

Resumo

O objetivo deste estudo é apresentar o processo de formação ética por meio da disciplina Humanidades Médicas do curso de medicina de instituição de ensino superior do Sul do Brasil. Trata-se de pesquisa qualitativa realizada com 28 alunos matriculados entre o 1º e o 7º período. Os dados foram coletados em grupos focais, e os resultados, obtidos por análise de conteúdo, foram divididos em duas categorias temáticas: produção de si e de práticas relativas à dimensão ética da medicina; e propostas de mudança na formação humanística. Conclui-se que é necessário identificar os problemas éticos do processo de ensino-aprendizagem, desenvolver oportunidades para outras formas de conexão entre docentes e discentes e problematizar questões inerentes à ética médica. 

Palavras-chave:

Bioética. Educação médica. Estudantes de medicina. Educação superior. Brasil.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Severo Garcia-Jr., UFSC/Campus Araranguá

Professor Curso de Medicina - UFSC/Campus Araranguá

Pós-Doutor em Saúde Coletiva (UFSC)

Doutor em Ciências Humanas (UFSC)

Como Citar

1.
Garcia-Jr. CAS. Humanidades: ensino de “nova” dimensão ética na educação médica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 21º de setembro de 2020 [citado 3º de março de 2024];28(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2274