Transtornos mentais comuns em estudantes de medicina

Autores

Resumo

Nas universidades cresce a preocupação com a gravidade dos transtornos mentais e cada vez mais recorrentes entre estudantes de medicina. O tratamento requer envolvimento tanto da academia quanto da sociedade em geral, sobretudo porque esses distúrbios podem ser possíveis fatores preditivos de estresse. Daí a importância de discutir o assunto, correlacionando-o aos impactos psíquicos nos graduandos de medicina. A proposta aqui é debater sobre o que realmente foi estabelecido no âmbito universitário para mudar essa realidade, especificamente quanto à depressão e ansiedade. A partir dessa discussão, sugerem-se passos para minimizar fatores desencadeadores desses fenômenos na vida dos discentes. 

 

Palavras-chave:

Gravidade do paciente-doença. Transtornos mentais. Estudantes de medicina. Universidades. Depressão. Ansiedade.

Biografia do Autor

Hironaldo de Jesus Neponuceno, Universidade Salvador

Estudante de medicina, dedica-se à pesquisa e tem foco na área de neurologia

Como Citar

1.
Neponuceno H de J, Souza BDM, Neves NMBC. Transtornos mentais comuns em estudantes de medicina. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 20º de setembro de 2019 [citado 25º de maio de 2024];27(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/2012