Julgamento ético no Rio Grande do Norte entre 2000 e 2015

Autores

Resumo

Com os crescentes processos contra médicos, seja na esfera cível, administrativa ou criminal, a judicialização da medicina tem se tornado cada vez mais comum. Portanto, é fundamental que o profissional de medicina conheça a realidade atual e se prepare para enfrentá-la. Partindo desse princípio, este estudo investigou os arquivos do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Norte a fim de levantar as denúncias recebidas, sindicâncias, processos instaurados e julgados e penas disciplinares aplicadas entre 2000 e 2015. Após análise dos dados, observou-se maior índice de médicos homens denunciados e número reduzido de penas aplicadas. A pesquisa conclui que é necessário investir na prevenção do erro mediante educação médica continuada e de qualidade, a fim de conservar boa relação entre profissional e paciente.

 

Palavras-chave:

Erros médicos. Judicialização da saúde. Ética médica.

Como Citar

1.
Araujo AOV de, Araújo DD, Silva Nogueira AH de A, Costa AKF, Andrada CP, Filgueira F de S, et al. Julgamento ético no Rio Grande do Norte entre 2000 e 2015. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 19º de dezembro de 2019 [citado 15º de abril de 2024];27(4). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1986