Percepção de coerção de pacientes submetidos a procedimento médico invasivo

Autores

  • Rosmari Wittmann-Vieira HCPA e PUCRS http://orcid.org/0000-0002-7347-1327
  • José Roberto Goldim Professor no Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Pesquisador Responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência do HCPA. http://orcid.org/0000-0003-2127-6594

Resumo

Este estudo objetiva avaliar a percepção de coerção em adultos e idosos internados submetidos a procedimento médico invasivo. Utilizou-se método transversal quantitativo, com 300 pacientes internados após cirurgia, com escala de percepção de coerção. Compararam-se proporções e possíveis associações entre grupos, gêneros, procedimentos eletivos, de urgência e grau de complexidade. Foram realizadas análises estatísticas descritivas e inferenciais. Os resultados apontam que a maioria dos pacientes (82,7%) tem baixa percepção de coerção, independente do grau de complexidade das operações. Porém, a percepção aumenta nos procedimentos de urgência, quando comparados aos eletivos, independentemente da idade (p<0,0001). A percepção de coerção, de modo geral, foi baixa, pois a maioria dos participantes sentiu-se envolvida na decisão de realizar o procedimento. Verificou-se respeito à autonomia dos pacientes, já que a equipe médica compartilhou com eles e a família a decisão de operar, resultado adequado do ponto de vista bioético.

 

Palavras-chave:

Envelhecimento. Tomada de decisão. Bioética. Autonomia pessoal. Comunicação. Coerção. Procedimentos cirúrgicos operatórios.

Biografia do Autor

Rosmari Wittmann-Vieira, HCPA e PUCRS

Possui graduação em Enfermagem, Especialização em Saúde Pública, Mestre em Ciências Médicas pela UFRGS, Doutoranda em Gerontologia Biomédica PUCRS. Trabalha no HCPA, Foi chefe da Unidade Cirúrgica 9 Sul por 7 anos, Foi responsável pela implantação do Núcleo de Cuidados Paliativos do HCPA onde foi chefe até 2011. Atualmente é enfermeira assistencial na unidade de internação 9º Norte. Faz parte do Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência, e do Núcleo de Estudos Interdisciplinar em Saúde e Espiritualidade. Participou da diretoria da Associação Brasileira de Enfermagem seção RS (ABEn-RS). Membro do departamento científico de Enfermagem Gerontológica da ABEn-RS.

José Roberto Goldim, Professor no Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Pesquisador Responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência do HCPA.

Biólogo, Doutor, Pesquisador Responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência. Professor no Programa de Pós-Graduação do Instituto de Geriatria e Gerontologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre- RS- Brasil.

Como Citar

1.
Wittmann-Vieira R, Goldim JR. Percepção de coerção de pacientes submetidos a procedimento médico invasivo. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 19º de dezembro de 2019 [citado 25º de maio de 2024];27(4). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1967