Sigilo profissional: conhecimento de alunos de medicina e médicos

Autores

Resumo

Sigilo profissional é a base da confiança na relação médico-paciente. Esta pesquisa, transversal e quantitativa, teve por objetivo descrever o conhecimento de graduandos de medicina e médicos sobre confidencialidade. Participaram do estudo 100 alunos que não haviam cursado disciplinas de ética (Grupo 1), 113 que as haviam cursado (Grupo 2) e 127 médicos da região (Grupo 3), totalizando 340 participantes. O Grupo 2 obteve mais acertos em 9 das 16 questões, 7 com significância estatística, superando o Grupo 3, que obteve mais respostas corretas em apenas 3 questões, sem significância, e o Grupo 1, com mais acertos em 2 questões, ambas significantes. Conclui-se que o ensino na graduação contribuiu para aumentar o conhecimento sobre sigilo profissional e é necessário para enfatizar o tema entre médicos. 

Palavras-chave:

Confidencialidade. Ética médica. Relações médico-paciente. Médicos. Estudantes de medicina.

Biografia do Autor

Kevin Timm Lutz, Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC.

Faculdade de Medicina da Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Diego de Carvalho, Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC.

Mestrado em Biociências e Saúde da Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Elcio Luiz Bonamigo, Unoesc - Universidade do Oeste de Santa Catarina

Médico oftalmologista em Joaçaba, professor de Bioética e Oftalmologia da UNOESC - Universidade do Oeste de Sata Catarina,  doutor em Bioética.

Como Citar

1.
Lutz KT, Carvalho D de, Bonamigo EL. Sigilo profissional: conhecimento de alunos de medicina e médicos. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 20º de setembro de 2019 [citado 25º de maio de 2024];27(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1883