Pessoas com deficiência: eugenia na imigração do início do século XX

Autores

  • Cilene da Silva Gomes Ribeiro PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ http://orcid.org/0000-0002-1899-4408
  • Patrícia Paula Moio
  • Etiane Caloy Bovkalovski
  • Marcia Regina Chizini Chemin
  • Carla Corradi-Perini

Resumo

Frequentemente as ideias eugênicas ressurgem, colocando em questão a aceitação do diferente. Travestidas de “melhoramento”, hoje retornam sob a promessa de aperfeiçoamento genético. Nesse contexto, é preciso ressaltar os direitos da pessoa com deficiência, pois embora aparentemente não representem mais um “problema” para a sociedade, o preconceito e a discriminação permanecem. A partir do relato de grupo familiar de imigrantes portugueses que enfrentaram dificuldades para entrar no Brasil em razão da filha deficiente visual, este artigo traça panorama histórico das ideias eugênicas até os dias de hoje. Por fim, reafirma-se a importância de constatar e combater o eugenismo pela reflexão ética.

 

Palavras-chave:

Bioética. Eugenia (ciência). Pessoas com deficiência. Emigração e imigração.

Biografia do Autor

Cilene da Silva Gomes Ribeiro, PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

Nutricionista, Doutora em Historia. Professora titular do Curso de Nutrição da PUCPR, Escola de Ciências da Vida.

Como Citar

1.
Ribeiro C da SG, Moio PP, Caloy Bovkalovski E, Chizini Chemin MR, Corradi-Perini C. Pessoas com deficiência: eugenia na imigração do início do século XX. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 19º de junho de 2019 [citado 28º de fevereiro de 2024];27(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1765