Alta a pedido: estudo sobre a percepção de pacientes e profissionais

Autores

  • Lorena Loiola Batista Universidade Federal do Ceará
  • Ana Karla Batista Bezerra Zanella
  • Sarah Maria Fraxe Pessoa
  • Analice Pereira Mota

Resumo

A alta a pedido permeia o cotidiano de trabalho da equipe multiprofissional, gerando dilemas éticos, legais e conflitos com familiares e pacientes. O estudo tem como objetivo analisar a percepção dos pacientes e profissionais acerca da alta a pedido, tendo como lócus a Maternidade Escola Assis Chateaubriand em Fortaleza-CE. Pesquisa qualitativa do tipo descritiva, entrevistando dezesseis participantes (oito profissionais e oito pacientes) através de entrevista semiestruturada, utilizando a análise de conteúdo de Bardin. Como resultados, destacam-se: para os profissionais a alta a pedido é motivada, principalmente, pela falta de suporte familiar; além disso, reconhecem a autonomia do paciente; já para as pacientes o cansaço e o estresse hospitalar são os principais motivadores; e sua perspectiva de direito se mostrou baseada no senso comum, mas reconhecem que sua tomada de decisão foi validada pela equipe. 

Palavras-chave:

Autonomia pessoal, Direitos do paciente, Relações profissional-paciente

Como Citar

1.
Loiola Batista L, Batista Bezerra Zanella AK, Fraxe Pessoa SM, Pereira Mota A. Alta a pedido: estudo sobre a percepção de pacientes e profissionais. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 22º de junho de 2018 [citado 2º de março de 2024];26(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1445