Vulnerabilidade moral: leitura das exclusões no contexto da bioética

Autores

  • Mário Antônio Sanches Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Mariel Mannes Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Thiago Rocha da Cunha Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Resumo

Este artigo aborda a vulnerabilidade humana, apontando que as discussões sobre vulnerabilidade social e existencial não são suficientes para compreender determinadas situações de discriminação e exclusão a que algumas pessoas são submetidas. Trata-se de revisão teórica da temática estudada, a partir de abordagem interdisciplinar, como é próprio da bioética. A literatura deste campo já apresenta a distinção entre ser vulnerável, elemento próprio da condição humana, e estar vulnerável, indicando circunstâncias específicas. As situações de estar vulnerável revelam a chamada “vulnerabilidade social”; no entanto, há cenários em que a condição de vulnerabilidade de algumas pessoas é construída a partir de elementos abertamente morais, culturais, teóricos e, por isso, é defendida explicitamente. O artigo trata do conceito de vulnerabilidade moral, no âmbito da bioética, como uma chave de leitura para compreender a exclusão e discriminação a que alguns grupos são submetidos na atualidade, principalmente negros, mulheres e homossexuais.

Palavras-chave:

Bioética. Discriminação social. Vulnerabilidade social. Sexismo-Racismo. Comportamento-Moral.

Como Citar

1.
Sanches MA, Mannes M, da Cunha TR. Vulnerabilidade moral: leitura das exclusões no contexto da bioética. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 20º de março de 2018 [citado 18º de abril de 2024];26(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1352