Doação de órgãos: uma perspectiva de graduandos de enfermagem

Autores

  • Cliciane Ramos Bispo Universidade Católica de Brasília.
  • Janaísa Carvalho Lima Universidade Católica de Brasília.
  • Maria Liz Cunha de Oliveira Universidade Católica de Brasília.

Resumo

A doação de órgãos e tecidos é vista pela sociedade em geral como ato de solidariedade e amor dos familiares. No entanto, exige decisões importantes em momentos de extrema dor e angústia, dado o impacto da notícia de uma morte inesperada. Este estudo teve como objetivo identificar o conhecimento de 57 graduandos de enfermagem sobre doação de órgãos e o desejo de ser ou não doador; participaram graduandos do quinto, sexto, sétimo e oitavo semestres da Universidade Católica de Brasília, que responderam a questionário. Utilizou-se como método abordagem qualitativa, tendo como pergunta norteadora: “Qual é o posicionamento dos graduandos de enfermagem sobre o tema ‘doação de órgãos’?”. Levando-se em conta o que foi observado, concluímos que esses estudantes estão pouco esclarecidos quanto ao assunto, manifestam positivamente sua solidariedade na manutenção da vida e que a religião não impede tal ato.

Palavras-chave:

Obtenção de tecidos e órgãos-Doações. Transplantes. Conhecimento. Enfermagem.

Como Citar

1.
Bispo CR, Lima JC, Oliveira MLC de. Doação de órgãos: uma perspectiva de graduandos de enfermagem. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 20º de julho de 2016 [citado 28º de fevereiro de 2024];24(2). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1291