Percepção de enfermeiras intensivistas de hospital regional sobre distanásia, eutanásia e ortotanásia

Autores

  • Rudval Souza da Silva Universidade do Estado da Bahia - UNEB/Campus VII
  • Cássia Luiza de Souza Evangelista Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.
  • Rodrigo Duarte dos Santos Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.
  • Gilvânia Patrícia do Nascimento Paixão Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.
  • Christielle Lidianne Alencar Marinho Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.
  • Gerlene Grudka Lira Universidade de Pernambuco UPE/Campus Petrolina, Petrolina/PE, Brasil.

Resumo

Este estudo analisa a percepção de enfermeiras intensivistas de hospital regional sobre os conceitos distanásia, eutanásia e ortotanásia e possíveis implicações bioéticas no cuidado do doente terminal. Realizou-se pesquisa exploratória e descritiva, de natureza qualitativa, aplicando questionários a oito enfermeiras que atuam em duas unidades de terapia intensiva. Identificaram-se os temas que emergiram das respostas, que foram então analisados com base na literatura. Os resultados evidenciaram que as enfermeiras sabiam conceituar distanásia, eutanásia e ortotanásia; contudo não conseguiam efetivar um cuidado direcionado pelos princípios da ortotanásia, além de demostrarem
dificuldade em definir os quatro princípios bioéticos que devem direcionar os cuidados. Conclui-se que, apesar das enfermeiras compreenderem os três conceitos de terminalidade e reconhecerem sua importância em
relação ao cuidado, não foi possível depreender, das respostas analisadas, que na sua prática cotidiana os princípios da ortotanásia estejam efetivamente presentes, o que pode influenciar negativamente a qualidade da assistência.

Palavras-chave:

Cuidados paliativos. Cuidados de enfermagem. Bioética. Unidades de terapia intensiva.

Biografia do Autor

Rudval Souza da Silva, Universidade do Estado da Bahia - UNEB/Campus VII

Possui graduação em Bacharel em Enfermagem pela Faculdade de Enfermagem da Universidade Católica do Salvador - UCSal (2008), licenciatura em História pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB/Campus IV (2003), mestrado (2010) e doutorado (2014) em Enfermagem pela Escola de Enfermagem da UFBA, Doutorado Sanduíche na Escola Superior de Enfermagem do Porto - Portugal (2013). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII. Líder do Grupo de Pesquisas sobre o Cuidado em Enfermagem (GPCEnf). Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem Médico-Cirúrgica e cuidado ao paciente crítico. Atuando principalmente nos seguintes temas: Tanatologia, Cuidados Paliativos, Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), Processos de Enfermagem, Diagnóstico de Enfermagem, Sistemas de Classificações (CIPE, NANDA, NIC e NOC).

Cássia Luiza de Souza Evangelista, Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Enfermeira.Graduada pela Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Rodrigo Duarte dos Santos, Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Enfermeiro graduado pela Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Gilvânia Patrícia do Nascimento Paixão, Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Professora Assistente da Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Christielle Lidianne Alencar Marinho, Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Professora Auxiliar da Universidade do Estado da Bahia UNEB/Campus VII, Senhor do Bonfim/BA, Brasil.

Gerlene Grudka Lira, Universidade de Pernambuco UPE/Campus Petrolina, Petrolina/PE, Brasil.

Professora Assistente da Universidade de Pernambuco UPE/Campus Petrolina, Petrolina/PE, Brasil.

Como Citar

1.
Silva RS da, Evangelista CL de S, Santos RD dos, Paixão GP do N, Marinho CLA, Lira GG. Percepção de enfermeiras intensivistas de hospital regional sobre distanásia, eutanásia e ortotanásia. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 25º de novembro de 2016 [citado 21º de fevereiro de 2024];24(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1153