Desonestidade acadêmica: reflexos na formação ética dos profissionais de saúde

Autores

  • Rodolfo Neiva de Sousa FAMINAS-BH (Faculdade de Minas-BH)
  • Valdinei Klein Conti FEPAR - Faculdade Evangélica do Paraná
  • Álvaro Angelo Salles FCMMG - Faculdade de Ciencias Medicas de Minas Gerais
  • Ivana de Cássia Raimundo Mussel FAMINAS-BH - Faculdade de Minas BH

Resumo

Em vista do elevado grau tecnológico da atualidade, precisa-se continuamente discutir e revisar a temática da ética no ambiente acadêmico. As ferramentas tecnológicas não recriaram o padrão ético, mas passaram a oferecer
alternativas aos alunos, facilitando práticas como “cola”, plágio e falsificações, o que tornou ainda mais complexo o desafio da instituição de ensino. Este artigo aponta os prejuízos que a desonestidade acadêmica pode representar para a sociedade, na medida em que refletem no padrão ético dos futuros profissionais. Buscou-se caracterizar os principais tipos de desonestidade acadêmica, indicar exemplos de como algumas práticas são toleradas de forma aberta e de como algumas escolas médicas trabalham o tema em suas matrizes
curriculares, comparar como outras culturas tratam essa questão, e, por fim, apresentam-se algumas recomendações gerais acerca de mudanças que possam contribuir para a melhoria do padrão ético e moral nas relações acadêmicas.

Palavras-chave:

Má conduta científica. Plágio. Direitos autorais. Ética. Fraude. Educação superior.

Biografia do Autor

Rodolfo Neiva de Sousa, FAMINAS-BH (Faculdade de Minas-BH)

Academico de 7o período de Medicina da Faminas-BH

Valdinei Klein Conti, FEPAR - Faculdade Evangélica do Paraná

Acadêmico de 7o período de Medicina da FEPAR - Faculdade de Medicina do Paraná

Álvaro Angelo Salles, FCMMG - Faculdade de Ciencias Medicas de Minas Gerais

Médico Psiquiatra, Professor de Bioética da FCMMG

Ivana de Cássia Raimundo Mussel, FAMINAS-BH - Faculdade de Minas BH

Professora e Diretora Acadêmica da FAMINAS-BH (Faculdade de Minas BH)

Como Citar

1.
de Sousa RN, Conti VK, Salles Álvaro A, Mussel I de CR. Desonestidade acadêmica: reflexos na formação ética dos profissionais de saúde. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 25º de novembro de 2016 [citado 28º de fevereiro de 2024];24(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1134