Recomendações para a proteção da privacidade do paciente

Autores

  • Gustavo Franco Carvalhal Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Marcelino Hofmeister Poli
  • Fabiano Kingeski Clementel
  • Gabriel Chittó Gauer
  • Graziela Hax Marques
  • Inês G Silveira
  • João Manuel Piccoli
  • Lívia Haygert Pithan
  • Luiz Gustavo Guilhermano
  • Magda Ferreira
  • Marcelo Bonhemberger
  • Maria Antonia Zancanaro de Figueiredo
  • Maria Estelita Gil
  • Mariangela Badalotti
  • Marcio Debiasi
  • Paulo Vinícius Sporleder de Souza
  • Raquel Milani El Kik
  • Vera Maria Petersen
  • Délio José Kipper

Resumo

A preocupação sobre aspectos bioéticos da privacidade do indivíduo e da privacidade dos dados de seus atendimentos é crescente no meio médico. Processos propedêuticos e terapêuticos atuais requerem envolvimento multidisciplinar de uma série de indivíduos, especialmente em se tratando de internações hospitalares. A transmissão e o armazenamento das informações clínicas e laboratoriais dos pacientes envolvem diferentes mídias, com problemas inerentes de acessibilidade e proteção da informação. Os autores sugerem situações hipotéticas que exemplificam problemas comumente abordados na atuação de comitê de bioética clínica, contextualizando-os no Brasil e no mundo, e sugerindo passos para minimizar potenciais problemas de quebra de privacidade e confidencialidade.

Palavras-chave:

Bioética. Medicina. Confidencialidade. Privacidade.

Biografia do Autor

Gustavo Franco Carvalhal, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Professor da Faculdade de Medicina e PG em MEdicina e Ciências da Saúde, PUCRS

Membro do Comitê de Bioética Clínica HSL/PUCRS

Como Citar

1.
Carvalhal GF, Poli MH, Clementel FK, Gauer GC, Marques GH, Silveira IG, et al. Recomendações para a proteção da privacidade do paciente. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 30º de março de 2017 [citado 21º de fevereiro de 2024];25(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1133