Vivências da morte de pacientes idosos na prática médica e dignidade humana

Autores

  • Sadi Poletto Universidade de Caxias do Sul
  • Luiz Antonio Bettinelli
  • Janaína Rigo Santin

Resumo

Este estudo objetivou conhecer as vivências da morte de pacientes idosos na prática médica e a dignidade humana em ambiente hospitalar. Aborda o olhar do médico em suas experiências com a morte de pacientes idosos, bem como o comportamento e as reações dos familiares na iminência da morte de seus entes queridos. Trata-se de pesquisa qualitativa, de caráter exploratório e descritivo. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas com 11 médicos que atuam há mais de cinco anos em hospital de grande porte do interior
do Rio Grande do Sul. Por meio de análise temática de conteúdo, esta pesquisa analisa a categoria “vivências da morte de pacientes idosos na prática médica” e suas subcategorias. Conclui-se que é necessário inserir na formação médica a discussão e o estudo sobre abordagem e enfrentamento da morte, a fim de minimizar dilemas éticos vivenciados pelos profissionais em sua prática cotidiana.

Palavras-chave:

Envelhecimento. Bioética. Cuidados paliativos. Morte.

Biografia do Autor

Sadi Poletto, Universidade de Caxias do Sul

Médico – Cremers  11385.
Mestre em Envelhecimento Humano -  PPG Envelhecimento Humano UPF - RS.
Doutorando em Saúde Coletiva – PPG Saúde Coletivo UNISINOS -RS.      
Professor de Medicina Legal, Bioética e Criminologia na Universidade de Caxias do Sul – RS

Como Citar

1.
Poletto S, Bettinelli LA, Santin JR. Vivências da morte de pacientes idosos na prática médica e dignidade humana. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 25º de novembro de 2016 [citado 28º de fevereiro de 2024];24(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1122