Que grito é esse? Sonoridades de mulheres: uma discussão por reconhecimento

Autores

  • Erli Helena Gonçalves Universidade de Brasília.
  • Adriano Bastos Gentil Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Resumo

Este artigo pretende discutir as fragilidades que circundam a existência das mulheres pelo simples fato biológico de serem fêmeas. Os argumentos utilizados para explorar essa temática estão ancorados na fala de Amartya Sen, em diálogo com outros pensadores de diferentes áreas. Cabe frisar que este ensaio trabalha
com distintos cenários como alicerce, desde movimentos sociais até casos explorados pela mídia, entre outros. Sugere, também, que esse campo de discussão das relações de gênero está carregado de espaços de poder, tensões, enfrentamentos, acomodações e desalojamentos, que devem ser problematizados no tocante às mulheres, no contexto da educação, saúde, inserção social, do trabalho, da habitação.

Palavras-chave:

Mulheres. Identidade de gênero. Movimentos sociais.

Como Citar

1.
Gonçalves EH, Gentil AB. Que grito é esse? Sonoridades de mulheres: uma discussão por reconhecimento. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 26º de novembro de 2015 [citado 2º de março de 2024];23(3). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/1101