Dor e Liberdade sob o ponto de vista Teológico Moral

José de Souza Fernandes

Resumo


O presente artigo é uma tentativa de aprofundar o problema da dor sob o ponto de vista da reflexão teológico-moral. A dor é um acontecimento natural inevitável. Por que Deus permitiu a dor? Qual é o comportamento próprio do cristão diante da dor? A moral cristã tem como objeto a convergência entre bondade moral e retidão. Sua função primordial não consiste em oferecer um prontuário de normas de comportamento para todas as situações particulares. Como sujeito moral, o cristão está habilitado a ponderar e interpretar as normas do seu agir. Nenhuma ação deve comprometer a dignidade da pessoa humana na fase mais frágil e caduca da vida. Todos os meios de que a medicina atual dispõe devem ser usados de modo justo e proporcional. Pertence, todavia, ao paciente a decisão sobre o prosseguimento ou a interrupção de uma determinada terapia. O pessoal médico, o sanitário e o religioso têm a missão de humanizar a dor. A medicina nâo é indústria de saúde, nem se impõem atitudes heróicas nas situações de sofrimento


Palavras-chave


Dor; humanização da dor; visão católica da dor

Texto completo:

PDF