Testamento vital: conhecimento docente e acadêmico de uma escola médica

Autores

  • Lívia Angélica Gruneke Cesar Universidade do Vale do Itajaí http://orcid.org/0000-0001-6872-5487
  • Lorrayne de Aquino Solles Universidade do Vale do Itajaí
  • Janaína Sortica Fachini Universidade do Vale do Itajaí
  • Lauren de Matos Provim Médica formada pela Universidade do Vale do Itajaí
  • Samantha Brandes Médica formada pela Universidade do Vale do Itajaí

Resumo

Esta pesquisa busca avaliar o nível de conhecimento de acadêmicos e docentes do curso de medicina quanto à aplicabilidade do testamento vital, às decisões sobre finitude de vida e ao conceito de morte digna. Foi realizada pesquisa qualitativa, por meio de entrevista semiestruturada, com dez acadêmicos e cinco docentes de uma universidade do Sul do Brasil. Os dados foram obtidos por meio de análise do discurso e classificados nas seguintes categorias: conhecimento e aplicabilidade do testamento vital; visão do processo de finitude e morte digna; e o limiar entre a visão do médico e a autonomia do paciente. As conclusões reforçam a necessidade de difusão desse conhecimento para benefício do paciente e atitudes éticas amparadas legalmente por parte dos médicos.

Palavras-chave:

Testamentos quanto à vida. Autonomia pessoal. Cuidados paliativos. Bioética.

Biografia do Autor

Lívia Angélica Gruneke Cesar, Universidade do Vale do Itajaí

Acadêmica de medicina do 9º período da Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Santa Catarina

Lorrayne de Aquino Solles, Universidade do Vale do Itajaí

Acadêmica de medicina do 9º período da Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Santa Catarina

Janaína Sortica Fachini, Universidade do Vale do Itajaí

Mestre em Bioética pela Universidade do Museu Social Argentino (UMSA), docente do curso de medicina da Universidade do Vale do Itajaí

Lauren de Matos Provim, Médica formada pela Universidade do Vale do Itajaí

Médica especialista em Clínica Médica, com área de atuação em Medicina Paliativa e mestre em Cuidados Intensivos e Paliativos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Samantha Brandes, Médica formada pela Universidade do Vale do Itajaí

Médica especialista em Clínica Médica, com área de atuação em Medicina Paliativa e mestre em Saúde e Meio Ambiente pela Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE)

Como Citar

1.
Gruneke Cesar LA, Solles L de A, Fachini JS, Provim L de M, Brandes S. Testamento vital: conhecimento docente e acadêmico de uma escola médica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 25º de maio de 2023 [citado 22º de fevereiro de 2024];31(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/3292