O Estigma da Loucura e a Perda da Autonomia

Alfredo Naffah Neto

Resumo


O presente ensaio tematiza o estigma da loucura e a perda de autonomia que sofrem todos aqueles que recebem a sua marca. Inicia seu percurso reflexivo analisando um conto de Gabriel García Márquez, desloca-se em seguida para as memórias de Haim Grünspun, do Hospital Franco da Rocha, o Juquery, e para relatos de experiências psiquiátricas alternativas _ no caso, a Clínica Laborde, no Vale do Loire, França. Através dessas fontes, procura descrever o processo através do qual o louco perde a sua condicão de sujeito para a sociedade a qual pertence e o papel que desempenha a psiquiatria nesse processo.Utiliza, nesse debate, citações de Esquirol, Nietzsche, Foucault, Franco da Rocha e Ângela Nobrede Andrade, além de García Márquez e HaimGrünspun.

Palavras-chave


Sujeito; doença mental; moralidade e psiquiatria

Texto completo:

PDF