Vulnerabilidades evidenciadas pela pandemia de covid-19 na perspectiva da bioética

Pettra Blanco Lira Matos, Russell Santiago Correa, Dimitra Castelo Branco, Gabriel Mácola de Almeida, Érica Quinaglia Silva, Liliane Silva do Nascimento

Resumo


Resumo Por meio de revisão integrativa da literatura, este artigo teve o objetivo de identificar vulnerabilidades da população brasileira evidenciadas durante a pandemia da covid-19. Realizou-se busca nas bases de dados SciELO, LILACS e PubMed no período de fevereiro a março de 2021, sendo selecionados sete artigos, que foram organizados conforme as informações a seguir: título, autor, abordagem dos estudos, objetivos e principais resultados. Foram encontradas as seguintes vulnerabilidades: negação de direitos, falta de poder socioeconômico e violência contra crianças e idosos. Estas foram sistematizadas nas categorias “vulnerabilidade por falta de poder” e “vulnerabilidade por momentos do desenvolvimento humano”. Constatou-se que essas fragilidades são historicamente marcadas na população brasileira e têm sido acentuadas neste período de pandemia, o que ressalta a necessidade de intervenção ativa na perspectiva da bioética. 


Palavras-chave


Vulnerabilidade social. Vulnerabilidade em saúde. Covid-19.

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.