Conflito de interesses na pesquisa clínica

Autores

  • Elma Zoboli
  • Gabriel Oselka

Resumo

Publicações recentes têm evidenciado o conflito de interesses e os possíveis efeitos adversos da crescente e freqüente ligação dos pesquisadores, universidades e serviços de saúde com a
indústria farmacêutica. Na pesquisa clínica, esses efeitos incluem desde vieses no estudo até danos aos sujeitos. O conflito de interesses acontece quando os interesses secundários dominam e influenciam indevidamente, distorcendo ou corrompendo o julgamento médico em relação ao bem do paciente, à integridade da pesquisa e à boa educação dos futuros profissionais, que são interesses primários em virtude das obrigações profissionais. A gravidade do conflito de interesses depende de quanto o julgamento médico é, ou parece ser, influenciado pelos interesses secundários e da gravidade do dano ou erro decorrente. Como lidar com o conflito de interesses é questão controversa. Entretanto, o manejo transparente dessas situações é reconhecido como essencial.

Palavras-chave:

Bioética, Ética em pesquisa, Conflito de interesses, Pesquisa biomédica

Biografia do Autor

Elma Zoboli

Professora doutora da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP)

Gabriel Oselka

Professor associado da Universidade de São Paulo (USP)

Publicado:

2009-07-03

Downloads

Como Citar

1.
Zoboli E, Oselka G. Conflito de interesses na pesquisa clínica. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 3º de julho de 2009 [citado 25º de maio de 2024];15(1). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/31