Ensino da empatia em saúde: revisão integrativa

Autores

  • Raiza Morais Rodrigues
  • Cristiane Guerreiro Pereira Abdul Massih
  • Daniele Azevedo Valente
  • Danielle Ferreira de Souza
  • Magda Regiane Lima de Carvalho Monteiro
  • José Antonio Cordero Silva

Resumo

Empatia pressupõe a capacidade e sobretudo a vontade de compreender o outro e se colocar em seu lugar. Considerando isso, espera-se que profissionais envolvidos em cuidados de saúde sejam mais empáticos e capazes de ler o mundo ao seu redor com olhar humanizado, crítico e reflexivo. Objetivou-se investigar, mediante revisão integrativa, o que tem sido discutido a respeito do ensino da empatia nos cursos de graduação da área da saúde nos últimos cinco anos. Foram selecionados 27 artigos das bases de dados MEDLINE e LILACS, por meio dos quais se identificou que a maioria dos estudos disponíveis foram realizados nas áreas de medicina e enfermagem. Além disso, constatou-se que, apesar de o tema empatia remeter à subjetividade, a metodologia quantitativa com aplicação de escalas padronizadas foi a mais utilizada para mensurar níveis de empatia e que, por fim, o ensino da empatia ocorreu por meio de metodologias ativas. 

Palavras-chave:

Educação em saúde. Estudantes. Empatia

Como Citar

1.
Rodrigues RM, Abdul Massih CGP, Valente DA, de Souza DF, de Carvalho Monteiro MRL, Silva JAC. Ensino da empatia em saúde: revisão integrativa. Rev. bioét.(Impr.). [Internet]. 3º de janeiro de 2023 [citado 19º de junho de 2024];30(4). Disponível em: https://revistabioetica.cfm.org.br/revista_bioetica/article/view/3035