Sigilo médico na era digital: análise da relação médico-paciente

Gabriela Kato Lettieri, Aline Hung Tai, Aline Rodrigues Hütter, André Luiz Torres Raszl, Mariana Moura, Raquel Barbosa Cintra

Resumo


O estudo analisa o sigilo na relação médico-paciente, abordando a influência de novas tecnologias, como as mídias sociais, no exercício da profissão, e aferindo o conhecimento de profissionais sobre situações em que o sigilo pode ser quebrado sem consequências legais. Trata-se de pesquisa de natureza exploratória, de abordagem quantitativa e corte transversal realizada entre outubro e novembro de 2019, com 116 médicos, por meio de questionário estruturado com 19 questões, entre as quais cinco avaliaram o conhecimento sobre sigilo profissional de acordo com o Código de Ética Médica e o ordenamento jurídico brasileiro. Considerou-se que os médicos que responderam três ou mais questões corretamente apresentaram conhecimento satisfatório sobre o uso de mídias sociais e o sigilo médico (apenas 55,2% dos entrevistados). O resultado revela a importância da educação médica continuada, principalmente quanto ao sigilo médico.


Palavras-chave


Confidencialidade. Bioética. Mídias sociais.

Texto completo:

PDF PDF (English) PDF (Español)


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.