Covid-19 e ageísmo: avaliação ética da distribuição de recursos em saúde

Tássia Salgado Soares, Carla Corradi-Perini, Caroline Perez Lessa de Macedo, Uiara Raiana Vargas de Castro oliveira Ribeiro

Resumo


“Ageísmo” é o preconceito ou discriminação contra a pessoa idosa, seja por meio da estigmatização ou de práticas discriminatórias da sociedade e de suas instituições. No atual contexto da pandemia de covid-19, a postura ageísta da sociedade ocidental e, consequentemente, dos protocolos para distribuição de recursos em saúde tem sido fortemente evidenciada, trazendo consigo prejuízo importante à assistência a essa população. Este ensaio teórico discute manifestações e consequências do ageísmo em políticas de distribuição de recursos na pandemia, pensando as implicações bioéticas desse tipo de discriminação no que se refere aos princípios da justiça e da dignidade humana. 


Palavras-chave


Infecções por coronavírus. Ageísmo. Idoso. Bioética. Políticas públicas de saúde.

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.