(Bio)ética e população em situação de rua: entre Agamben e Derrida

Fernanda Gomes Faria, Rodrigo Siqueira-Batista

Resumo


Neste artigo pretende-se analisar problemas bioéticos relativos às populações em situação de rua a partir dos conceitos de homo sacer, de Giorgio Agamben, e de hospitalidade incondicional, de Jacques Derrida. Como elementos- chave destacam-se a invisibilidade dessas populações e o reconhecimento de que profissionais e instituições de saúde devem operar em lógica de cultura hospitaleira, que considere o cuidado às pessoas em situação de rua como significativa ação ética.


Palavras-chave


Atenção primária à saúde. Ética. Pessoas em situação de rua.

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.