HIV/aids no Brasil: feminização da epidemia em análise

Luciana Narciso da Silva Campany, Daniela Murta Amaral, Roberta Nascimento de Oliveira Lemos dos Santos

Resumo


Este trabalho analisa a feminização da epidemia de HIV/aids no Brasil e a importância de considerar esse processo no planejamento de ações em saúde pública. A pesquisa foi desenvolvida por meio de revisão de literatura e estudo de  dados oficiais do Ministério da Saúde. Os resultados mostram que ações eficazes no combate à infecção por HIV/aids entre as mulheres devem contemplar diferenças de gênero e condições socioculturais de cada região. O artigo ainda propõe que é imprescindível um processo amplo de educação em saúde, que abranja simultaneamente homens e mulheres e tenha foco no empoderamento e no cuidado de si e do outro. 


Palavras-chave


HIV. Síndrome de imunodeficiência adquirida. Feminização. Prevenção de doenças. Promoção da saúde. Planejamento em saúde. Empoderamento para a saúde.

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.