É possível ensinar Ética Médica em um curso formal curricular?

Roberto Luiz Dávila

Resumo


O presente artigo esboça o histórico do surgimento dos códigos que até o presente regulam a conduta ética. Desde Hipócrates, cujo Juramento fundamenta os códigos de ética da profissão médica, à sugestão de uma reformulação no Código de Ética Médica atual. Pela proposta do autor, o código deixaria de ser denominado como deontológico ou diceológico ou de ética para ser um código de princípios da profissão médica ou um código de conduta ou de comportamento moral dos médicos. Como um dos objetivos do artigo, o autor propõe a mobilização de uma discussão que levante argumentos favoráveis ou contrários a esse assunto. Por sua vez, o ensino da ética também deveria ser reformulado, resultando no  ensino de conceitos básicos de Filosofia, Antropologia e Sociologia aos futuros médicos, aproveitando suas próprias experiências clínicas e a disciplina formal para encorajar/ilustrar mesas-redondas, julgamentos simulados ou reais e debates com a presença de agentes de outras profissões.

Palavras-chave


Código de Ética Médica e código de conduta; deontologia; ensino de Ética Médica

Texto completo:

PDF


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.