Violência e saúde: uma perspectiva psicanalítica

Roberto Guido Girola

Resumo


A Roberto e Guido, meus irmãos ceifados ainda crianças pela violência nazista, cujo nome carrego como símbolo da Fênix que renasce das cinzas do ódio.


O artigo investiga o fenômeno da violência em suas manifestações individuais e coletivas e sua relação com as características constitutivas do psiquismo humano. Uma vez destacados os funcionamentos psíquicos e ideológicos que levam ao ocultamento da violência, o autor analisa como o fenômeno é abordado por Freud na carta dirigida a Einstein. Nela, Freud analisa a inevitabilidade da violência, uma vez que se estabelece o estado de direito a partir da estrutura psíquica que envolve os instintos de vida e de morte. A teoria psicanalítica sobre a agressividade é aprofundada com as contribuições de Melanie Klein e Donald W. Winnicott, que introduzem algumas mudanças significativas de perspectiva, apontando para a importância da agressividade no desenvolvimento saudável do psiquismo humano.


Palavras-chave


violência; agressividade; desenvolvimento; psicanálise; saúde

Texto completo:

PDF


CC-BY. Creative Commons Attribution 4.0 International.