Mastectomia profilática: reflexões bioéticas

Selma Silva Araújo, Antônio Carlos Rodrigues da Cunha, Volnei Garrafa

Resumo


A mastectomia profilática é uma cirurgia que retira as mamas para minimizar o risco de incidência do câncer, chegando a alcançar 90% de redução em sua ocorrência. Para este artigo, foi realizada uma pesquisa qualitativa baseada na história de cinco mulheres que tiveram diagnóstico de câncer de mama unilateral e decidiram fazer mastectomia bilateral com reconstrução imediata. A qualidade de vida das pacientes foi avaliada após o procedimento, incluindo uma reflexão bioética sobre esse
tipo de intervenção, considerada agressiva e com indicações ainda controversas. Os achados foram analisados contemplando o diagnóstico e a tomada de decisão por esta opção de tratamento, inserindo-se o contexto da qualidade de vida após a cirurgia. Apesar do medo do câncer, que torna as pacientes mais frágeis a ponto de terem a autonomia diminuída, deixando a decisão nas mãos do médico, se concluiu pela avaliação positiva das mesmas com o resultado final do processo.

Palavras-chave


câncer de mama; qualidade de vida; bioética; autonomia

Texto completo:

PDF