O papel do comitê de ética em pesquisa na avaliação de testes estatísticos


Resumo


A ética em pesquisa no Brasil tem passado por transformações desde que se estabeleceu a Plataforma Brasil, em 2011, e a Resolução CNS 466/12, em 2013. No entanto, as implicações éticas do uso de testes estatísticos na pesquisa quantitativa têm sido pouco discutidas. Alguns defendem que os comitês de ética em pesquisa não devem se envolver com análises estatísticas, ao passo que outros advogam o contrário. Por meio de levantamento na literatura, este artigo revisa algumas implicações éticas do uso de testes estatísticos e analisa as consequências de desvios estatísticos sobre os resultados finais dos estudos, defendendo que os comitês devem assumir responsabilidade quanto à adequação das análises estatísticas nos projetos avaliados. Diante das atuais dificuldades de estruturação do sistema de avaliação da ética em pesquisa no Brasil, propõe-se aqui orientações básicas para a avaliação da análise estatística, apontando solução para esse impasse por meio da pesquisa reproduzível.


Palavras-chave


Ética em pesquisa; Estatística e dados numéricos; Pesquisa; Métodos

Texto completo:

PDF PDF (English) PDF (Español)