Reflexões epistemológicas e bioéticas na cirurgia de catarata


Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar as principais contribuições de epistemólogos sobre as concepções de normal e patológico, saúde e doença, e fazer uma apreciação desses conceitos diante dos avanços tecnológicos da medicina. Discute em especial o conflito ético da conduta cirúrgica do médico oftalmologista, quando extrai o cristalino normal (segundo os pressupostos de normalidade referidos por esses autores) e implanta, em seu lugar, uma lente artificial, que acrescenta à visão do paciente, portador de ametropia ou presbiopia, qualidades superiores as com cristalino normal. Além disso, o autor faz um exercício de previsão das possíveis alterações nos conceitos de normal e patológico, nas pessoas sem implantes e com implantes. Conclui por considerar que o acréscimo de qualidades visuais em grande parte da população poderá modificar o conceito de normal e patológico, tornando deficiente a parcela da população que não tem acesso a essas novas tecnologias.

Palavras-chave


Bioética. Conhecimento. Catarata. Implante de lente intraocular. Extração de catarata.

Texto completo:

PDF PDF (English)