Confidencialidade e privacidade em planos de saúde

Luissaulo Cunha, Zuleica Maria Patrício

Resumo


A expansão das operadoras de planos de saúde torna relevantes as questões da privacidade e da confidencialidade das informações dos clientes. A partir desse pressuposto foi
desenvolvido um estudo de abordagem qualitativa, em 2004, tendo como objetivo conhecer o processo de aplicação dos princípios da confidencialidade e da privacidade que funcionários administrativos de uma operadora de planos de saúde de Santa Catarina realizam no manuseio das informações de seus beneficiários. A análise dos dados evidenciou cinco fluxos de informações: guia de consulta, solicitação (autorização) de exames, autorização para internação hospitalar, procedimento cirúrgico e fluxo de autorização de outros procedimentos. Esses fluxos mostram a
circulação dos dados, dentro e fora da operadora, entre diversos profissionais, inclusive não pertencentes à área da saúde, evidenciando uma complexa teia de microrredes de informações. Em decorrência, o risco de exposição e quebra de confidencialidade e privacidade das informações torna-se mais elevado.

Palavras-chave


Confidencialidade; Privacidade; Planos de saúde; Operadoras de planos de saúde; Bioética; Qualidade de vida

Texto completo:

PDF