Reflexões legais e éticas sobre o final da vida: uma discussão sobre a ortotanásia

José Roque Junges, Cleber Cremonese, Edilson Almeida de Oliveira, Leonardo Lemos de Souza, Vanessa Backes

Resumo


O artigo apresenta as bases éticas e legais da ortotanásia. A busca de conhecimentos esteve baseada em dados disponíveis online e na literatura impressa, tendo como critério de inclusão a relevância dos artigos para a discussão da ortotanásia. Discute-se a ortotanásia tanto no campo da medicina quanto no da bioética. São debatidas as leis, a ética e o critério da dignidade quanto à prática da ortotanásia. Reflete-se sobre a morte, os dilemas éticos e as ações dos profissionais em contextos de doentes terminais. O prolongamento da vida do paciente instaura situações muito complexas, mas o limite para investir deve ser definido pela concepção de morte digna, aliada à plena consciência da limitação das intervenções. A solução mais correta para cada situação está diretamente ligada à dignidade da pessoa que sofre o inevitável processo da morte, respeitando suas decisões.

Palavras-chave


Morte. Cuidados paliativos. Bioética. Ortotanásia. Direito a morrer. Futilidade médica. Eutanásia passiva.

Texto completo:

PDF PDF (English)